Podologia
O que é podologia?
História
Exercer podologia?
Risco do fenol
C.B.O.
Uso de luvas
Esterilização
Resíduos podólogico
Termos técnicos
Calçados
Ferida
Empresas Podologia
Postura Profissional
O que é hanseníase?
Onicogrifose
Laserterapia na Podologia
TCC

  Podopatias
Psoriase
Bicho-do-pé
Bolhas
Calos
Correção de unha
Disidrose
Micose de unha
Pé-de-atleta
Pé diabético
Pé infantil
Rachaduras
Unha
Unha encravada
Verrugas
Uso de Fressa
Alta Frequencia

Rachaduras



   

QUEM PAGA CARO SÃO OS SEUS PÉS !

       É verão sempre a mesma coisa, a mulher se produz inteira, roupas, cabelo, unhas das mãos e pés esculpidas e decoradas, pele bronzeada, sapato fino, infelizmente esquece dos pés, calcanhares  com rachaduras e pele desidratada,  o que primeiro chama a atenção é a aparência dos mesmos que, geralmente, não condizem com o restante do corpo produzido. É horrível ! 

       Relegado normalmente ao ultimo plano nos cuidados corporais, o pé pode revelar-se uma fonte permanente de dores e saliências esteticamente desagradáveis.
       Infelizmente as pessoas dão pouco valor a saúde dos pés. Elas não têm consciência de sua importância no dia-a-dia.  Não lhes atribuem os cuidados necessários, por acreditarem que estão protegidos e escondidos pelos calçados. 




       Das podopatias (doenças nos pés)  uma das que mais se destaca no sexo feminino, principalmente, é a Rachadura no Calcanhar ou Fissura Calcânea (lesões lineares ou estreitas da pele ).
       Essa podopatia (doença nos pés) que aparece em qualquer situação climática, seja  calor ou frio.


       O pé contém 26 ossos, 2 sesamóides, 114 ligamentos e 20 músculos. Todas estas partes estão interligadas por tecidos conjuntivos, vasos sangüíneos, nervos, sendo tudo isso revestido por camadas de pele, que é um órgão que determina seus limites com o meio externo e exerce diversas funções, como: defesa e proteção contra as funções sensoriais (calor, frio, pressão, dor e tato). A pele é formada por três camadas: epiderme, derme e hipoderme, da mais externa para mais profunda, respectivamente. 
      Quando a epiderme é agredida por fatores externos (atritos com calçados) ou falta de hidratação, a mesma tem uma reação de engrossamento (acúmulo de queratose ), que surge como defesa das camadas mais profundas, formando-se assim, calos ou hiperqueratose ( com ou sem fissuras ).

       Diversas empresas e laboratórios têm pesquisado e vêm lançando produtos no mercado nacional com  a proposta de auxiliar no tratamento das Fissuras Calcâneas e acelerar o processo cicatricial. 
       É comprovado que a utilização de produtos que mantém a hidratação na pele, auxiliam na reparação tecidual. Se lembrarmos o fato de que 60% do organismo humano é composto por água, fica simples compreender a importância desses cremes para a reparação tecidual.

       Os pés são partes do corpo que têm suas camadas de peles com maior resistência do que em outras partes e são mais grossas devido ao peso do corpo que recai sobre os mesmos. Os pés   sustentam o corpo de maneira que podem sofrer inúmeras patologias (doenças) que devem ser tratadas com especialistas (médicos e podólogos). O aparecimento de rachaduras ocorre por partes e são varías as causas:  defeitos ortopédicos, hereditariedade, alterações climáticas, conseqüência de psoríase, diabetes, doenças vasculares,  micoses, agressões químicas, andar descalço e uso de calçados abertos nos calcanhares (sandálias) etc.

       As fissuras calcâneas podem variar em espessura; algumas lesam a pele apenas superficialmente e outras podem até atingir tecidos profundos com sangramento devido ao espessamento e endurecimento da camada externa da pele (hiperqueratose ) onde o tecido perde a elasticidade e abre pela pressão ao se movimentar.  As vezes atinge os nervos, presentes na derme (segunda camada da pele) causando sangramento e a dor como se cortasse a pele com navalha. Nos institutos de beleza as pedicures deve procurar remover pouco das queratoses o que, geralmente não acontece.
       Por serem leigas em podopatias e sem conhecimentos de biomecânica, em grande parte as mesmas não conhecem o limite e deixam os calcanhares sem proteção, piorando por vezes a podopatia.  
       Para hidratação de fissuras (rachaduras) do calcanhar podemos usar vários produtos hidratantes, devemos evitar produtos que contem em sua fórmula o acido salicílico, não é recomendável em portador da diabete, muitas vezes apresentam pele bastante seca, juntamente com diminuição da sensibilidade  (neuropatia  periférica), os riscos de uma lesão tecidual são muito grandes e as conseqüências, bastante graves. 
Lembre se de que fissura calcânea  intensa por longo período, às vezes é sinal de doenças como diabetes,  etc... Dependendo do prognostico, o cliente é encaminhado a especialistas em  dermatologia, endocrinologia, ortopedia ou outras áreas médicas, pois assim poderá ser diagnosticada a causa das fissuras calcâneas.
  
       DICA: Desejando uma hidratação mais profunda, passar uma camada de creme e ocluir com filme de PVC por cerca de 10 minutos, ajuda, acelera e intensifica a hidratação.







       Se a leitora deseja produzir-se dos pés a cabeça,  recomendo a mudança de hábito, controlando essas rachaduras com o uso diário do creme hidratante  específico para fissuras e ressecamento da pele.  Então, não se esqueça: Essas dicas farão com que você tenha um verão de estrela!

19/09/2004

       Prof° Pdgo Orlando Madella Jr


Podólogo Orlando Madella Jr.
Av. Paulista, 807 - Conj. 1012
Fone: (11) 3266-4710



Cadastre seu email.
Receba noticias sobre podologia.




Desenvolvido por Madella - Soluções para Internet